segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Clica nesse título do poema, vai, e aumenta o som!

Vertigo


Meus sentidos estão para serem perdidos
Nas pausas de tuas entrelinhas
Já começo a não sentir o chão sob meus pés
E meu corpo, já sem forças, procura-as no teu.

Outra vez o mesmo desejo
E essa trilha sonora, meu eterno cortejo
Latejando em minha cabeça, meus ouvidos
E o som da tua voz, que me tira os sentidos
transformando-me em tuas mais lindas rimas.

Languidamente, desabo nessa vertigem de amor
num estado que me arranca de mim e me joga pra fora
Não sentindo mais nada, apenas teus braços
Que gentilmente me envolvem
E teu aconchego, que a vida me devolve

Karla Julia

Marcadores:

0 Comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial