quinta-feira, 21 de junho de 2012

Poesia Viva

Poesia Viva


E lá fomos nós em plena tardinha

meu amor e eu...

Nesse dia, nasceu um poema vivo.

Bem maior que a razão

pura emoção, com gosto de mar

E te vi in-tei -ro, nos olhos meus.

Minha única poesia que consegue rimar,

nessa lua que não é de papel.

Lua essa, que é minha e tua

que estava lá, só pra confirmar... que um dia,

meu coração, bateu descompassado de frente pro mar.



Karla Julia

Marcadores:

DICA DE FILME: "A PRINCESA DE MONTPERSIER"


Do grande diretor francês Bertrand Tavernier ("Round Midnight", "Un Dimanche à la Campagne", 'Mississippi Blues" e outros) . O filme é inspirado no conto homônimo de Madame de La Fayette e se pas...sa em 1562, durante a guerra entre católicos e huguenotes (protestantes franceses), a princesa de Monpensier é disputada entre três nobres – seu marido, um primo pela qual sempre foi apaixonada e o irmão mais novo do Rei.


A direção de arte é tão perfeita que parece que estamos vendo um retrato fiel da época em questão. Grandes atuações. E a mistura entre os acontecimentos verdadeiros e a história de amor é na medida certa. Um grande filme de época,ah, não esquecendo dos belíssimos cenários e diálogos!
 
Karla Julia





                                                                        

Marcadores:





"Pode abrir a janela
Noites com sol são mais belas
Certas canções são eternas
Deixa o sol entrar"

Flavio Venturini

Marcadores: , ,

terça-feira, 19 de junho de 2012

Never...

Never ...

Talvez um dia saibas que tua espera,
assassinada no primeiro ato,
abriu-me os olhos para a dura realidade...
o que restou foi doce saudade.

Sei que nunca voltarás,
por isso, meu querido, não engaveto tuas lembranças,
tenho-as, todos os dias, à mesma hora, nesses tempos de intervalos.

É quando o sol se põe que pre (sinto) teus sinais,
tuas mãos, teu calor e tuas estrelas cadentes.

É quando o sol se põe, que minha boca, por ti beijada,
revive teu sabor e baixinho, sussurra, meu amor...


Sei que nunca mais voltarás,
mas tenho comigo muitos sóis que sempre chegarão à tardinha.
Te recordo, arranco o luto e te imagino...lindo e reinando absoluto.


Karla Julia

Marcadores:

CURIOSIDADES




1)À beça

No Rio imperial, havia um comerciante rico chamado Abessa, que adorava ostentar roupas de luxo. Quando alguém aparecia fazendo o mesmo, dizia-se que ele estava se vestindo à Abessa, ou seja, como ...o comerciante.



2) Água Mole em Pedra Dura, Tanto Bate até que Fura

Um de seus primeiros registros literários foi feito pelo escritor latino Ovídio ( 43 a .C.-18 d.C), autor de célebres livros como "A arte de amar "e "Metamorfoses", que foi exilado sem que soubesse o motivo. Escreveu o poeta: "A água mole cava a pedra dura". É tradição das culturas dos países em que a escrita não é muito difundida formar rimas nesse tipo de frase para que sua memorização seja facilitada. Foi o que fizeram com o provérbio, portugueses e brasileiros.



3) Amor Platônico

Platão era aluno de Sócrates. Tentando entender o motivo pelo qual seu grande mestre havia se matado, ele propõe a existência de dois mundos: Um chamado mundo sensível, aquele que você percebe com os cinco sentidos, e outro chamado mundo inteligível, que você só pode perceber com a inteligência, a mente. O mundo sensível é apenas um reflexo do que há de bom no mundo inteligível. O amor perfeito só existe na mente das pessoas, mas o amor real (que se toca, se vive) pode ter falhas. Por isso, quem não vive o amor real, fica só na imaginação, vive um Amor Platônico.



4) Andar à toa

Toa é a corda com que uma embarcação reboca a outra. Um navio que está "à toa" é o que não tem leme nem rumo, indo para onde o navio que o reboca determinar. Andar sem destino, despreocupado, passando o tempo.



5) Baderna

Uma bailarina de nome Marietta Baderna fazia muito sucesso no Teatro Alla Scalla, de Milão. Ao apresentar-se no Brasil, em 1851, causou frisson entre seus fãs, logo apelidados de “os badernas”. O sobrenome da artista, de comportamento liberal demais para os padrões da época, deu origem ao termo que significa confusão, bagunça



6) Bode expiatório

A expressão significa que alguém recebeu a culpa de algo cometido por outra pessoa. A origem está num rito da tradição judaica. Simbolicamente, o povo depositava todos os seus pecados num bode, que era levado até o deserto e abandonado. Dessa forma, acreditava-se que as pessoas estariam livres de todos os males que tinham feito.



7) Caiu no conto do vigário

Uma imagem de Nossa Senhora dos Passos foi doada pelos espanhóis para Ouro Preto e começou a ser disputada pelos padres de duas igrejas: a de N. Sra. de Pilar e a de N. Sra. da Conceição. O padre de Pilar sugeriu, então, que a imagem fosse colocada em cima de um burro, no meio do caminho entre as duas igrejas. O rumo que o animal tomasse, decidiria quem ficaria com a imagem. Quando foi solto, o burro se dirigiu para a igreja de Pilar. Mais tarde, soube-se que ele pertencia ao padre de lá; logicamente sabia o caminho a seguir.



8) Casa da Mãe Joana

Na época do Brasil Império, mais especificamente durante a minoridade do Dom Pedro II, os homens que realmente mandavam no país costumavam se encontrar num prostíbulo do Rio de Janeiro, cuja proprietária se chamava Joana. Como esses homens mandavam e desmandavam no país, a frase "casa da mãe Joana" ficou conhecida como sinônimo de lugar em que ninguém manda.

Marcadores:

Obrigada meu querido Rhomedes, pela contribuição!


Jubileu de Diamante da Rainha Elisabeth II:

60 anos no trono do Reino Unido. Foto em que Sua Majestade aparece usando o Grande Colar da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, além da "suite" de joias em diamantes e águas-marinhas, constituída de tiara, colar, brincos e pulseira, oferecidos pelo povo brasileiro por ocasião de sua coroação.







domingo, 17 de junho de 2012

DICA DE LIVRO: " Todos os dias na Toscana"

Frances Mayes autora em 1996 de"Sob o sol da Toscana", livro que se manteve por mais de dois anos e meio na lista dos mais vendidos do The New York Times e ganhou as telasdo cinema . Agora, a autora apresenta um relato de impressões sobre a Toscana, lugar onde vive.



Este livro é um mergulho nas raízes da região da Toscana, ao mesmo tempo em que ela relata suas memórias de infância e da vida na Califórnia, além de nos presentear com o relato de seus mais de 20 anos vivendo na Itália.
 
                                                                                


Marcadores:

sábado, 16 de junho de 2012

Amanhecência

Amanhecência

Tudo começou quando ela entendeu a qualidade da beleza dele
Era canto, correnteza, era maçã do amor, lençol de linho branco
E sua única bagagem, seu sorrido de criança,
que levava até hoje, homem feito.

Tudo começou quando ele sacudiu a água dos seus cabelos molhados
parado na frente dela, e ela ficou olhando, olhando...
tentando parecer que não via nada de sobrenatural
querendo ser racional, moderna, casual...

Mas de repente, parece que a natureza se encarregou desse casal
E ele a tocou levemente, depois, puxou-a para si
Ela sentiu cheiro de chuva nele, cheiro de manhã, de adormecimento
E se entregaram devagar, cintilando seda na madrugada enevoada.

Karla Julia

Marcadores: